Você tem vestido a camisa?

Em algumas de minhas palestras utilizo a expressão “vestir a camisa” para inspirar as pessoas a abraçarem os objetivos comuns que estão sendo tratados, sejam da empresa, associação, cooperativa, comunidade e até agremiações políticas.

Ocorre que a expressão “vestir a camisa” também pode se aplicar aos nossos objetivos pessoais relacionados à família, saúde, bem-estar, lazer, emprego, capacitação profissional e até paz interior.

Somos mais facilmente motivamos para sonhar o sonho coletivo, enquanto que os objetivos pessoais dependem quase que exclusivamente da nossa vontade própria. Talvez até pareça mais empolgante vestir a camisa do “grupo” do que a camisa individual.

Assim, facilmente abandonamos nossos sonhos em prol da coletividade, sacrificando o convívio familiar, a saúde, o descanso, os estudos e até a religiosidade. Esquecemos que para formar uma coletividade forte precisamos de pessoas fortes.

Pessoas fortes são aquelas que também buscam saúde ao corpo e à mente, cultivam o bom convívio familiar, aproveitam os momentos de lazer, investem em capacitação profissional e entendem que felicidade é o resultado da forma como se vê a própria vida.

E, o que nos define perante os demais é a forma como nos vemos. Somos resultados daquilo que realmente pensamos sobre nós mesmos. Por isso, devemos dar à nossa camisa a cor que reflita o nosso estado interior e estampar com a imagem que melhor nos represente e que remete ao que realmente nos importa, aos nossos objetivos.

Então, será que não está na hora de também “vestir a sua camisa”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *